sexta-feira, 19 de março de 2010

DIREITOS AFOGADOS



Direitos Afogados é um vídeo produzido pela UZINA PRODUÇÕES em parceria com o Centro de Defesa dos Direitos Humanos Antônio Conselheiro, mostra o drama vivido pelos moradores da comunidade Ipueiras, distrito de Carnaubinha, município de Milhã, interior do Ceará. Em função da inundação das águas do açude Valentin, construído no município de Quixeramobim.
No ano de 2009 o açude sangrou e inundou a comunidade deixando 29 famílias prejudicadas. Essas famílias perderam as casas e as melhores terras utilizadas para as plantações. Perderam as benfeitorias existentes nas propriedades. A população ficou sem o sistema de abastecimento d'água, sem água potável e sem as estradas de acesso à sede do município. Tendo que se deslocar em barcos sem segurança alguma. As crianças e os idosos são os que mais sofrem com a situação. Muitas famílias estão morando de aluguel na vila. Tendo que pagar o aluguel com o pouco que ganham.
A comunidade com a ajuda da Paróquia de Milhã, o Centro de Defesa dos Direitos Humanos e a Diocese de Iguatu, tem buscado junto ao DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas) e junto às prefeituras dos municípios de Quixeramobim e Milhã, a reparação dos danos advindos da construção do açude Valentim.
Até então nada de concreto foi feito. Diante de tal situação precisamos urgentemente denunciar essa prática de enganação por parte dos administradores públicos, lutar para que a justiça seja feita e os direitos dos agricultores/as sejam respeitados.
Equipe Instituto Casarão
MAIS INFORMAÇÕES:
Paroquia de Milhã: Pe. João (88) 3529 1405
Cúria Diocesana de Iguatu: D. João Costa (88) 3581 0731 (88) 99222569
Centro de Defesa dos Direitos Humanos: (88) 3449 0126 (88) 99052560

Um comentário:

  1. Numa questão como essa temos dois direitos em conflito: DIREITO DOS PEQUENOS À TERRA X O DIREITO DE TODOS OS RIBEIRINHOS À ÁGUA NECESSÁRIA A COMBATER A SECA.

    Quem gera problema é o governo, o DNOCS deveria indenizar corretamente, avisar, negociar, ser justo...

    Mas não, o DNOCS mente, não negocia, indeniza bem abaixo do custo terras baixas, muito férteis e de elevado preço. às vezes tudo que o pequeno agricultor tem.

    A injustiça pode ser corrigida através de ação que cobre o que a terra vale mais o dano moral causado aos proprietários das terras inundadas e às suas famílias

    Por outro lado, a barragem é necessária, para perenizar o rio, para combate à seca, para irrigação, para gerar emprego e renda. A àgua é ouro para o Nordeste, como é para o Egito e Israel.

    PARABÉNS PELA DENÚNCIA CONTRA A POSTURA VERGONHOSA DO DNOCS E DO PODER PÚBLICO!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails